Antes um aviso, leia o texto todo antes de tirar suas conclusões. Não quero que me entendam mal. Criticas construtivas são aceitas, mas espero que sejam bem fundamentadas.
Amanhã vai ter uma super festa, não tenho ânimo para ir, ah não tem problema inventar uma cólica como desculpa. Por que não fingir uma super dor de barriga para ficar na cama o dia inteiro. Chegou atrasada na escola porque ficou 20 minutos a mais na cama? É só dizer que teve um acidente na transito que o atrasou. Esqueceu do compromisso? É só dizer que um parente morreu e não podia faltar ao velório. Umas mentirinhas ali outras aqui, não fazem a nínguem. Ou melhor, desde que tenha limites.
Mentirinhas necessarias, não fazem mal, pelo contrário, já salvou a pele de muitas pessoas em diversas situações. A verdade é que se uma pessoa falar sempre a verdade, essa acaba sendo mal educada e incoveniente. Se duvida, precisa apenas, assistir um antigo quadro do fantástico "Super Sincero", para ter certeza. Infelizmente não falo sempre a verdade, se uma amiga por exemplo, não está muito bonita e pergunta minha opinião, claro que vou dizer que ela está linda. Sei que pode estar errado, por isso considero que tenho a síndrome de pinóquio. E confesso que nem sempre peso se minhas mentirinhas inocentes podem ter algumas consequencias graves.
Vivemos em um mundo que já esqueceu que mentir é feio, e que as meias verdades dominam e comandam um exército. Crescemos com a tese de que tudo relacionado ao preto é ruim, e isso não passa de uma grande mentira. Desde de pequenos somos forçados a acreditar em ideologias,em conto de fadas, em mentiras consideradas verdades por pessoas no poder. Uma sociedade de meias verdades não pode exigir de ninguém verdades absolutas.
Não que eu queira justificar meu erro, ao decorrer desse texto, fiz uma pequena reflexão, e cheguei a conclusão que me arrependo de muitas mentirinhas bobas que contei, porque elas até podem ser bobas, mas nunca é bom enganar outras pessoas. Eu não gostaria de ser engana, então porque enganar os outros? Talvez essa seja a melhor hora de parar, depois, tudo vai se agravando, e quando percebemos já estamos em um beco sem saída. Não quero ficar presa em mentiras. Não quero um dia, ficar igual aos políticos do horário eleitoral.

Fiz esse texto sem medo da minha verdade, mesmo ela não sendo correta. Cansei de falso moralismo, é muito fácil dizer sou isso, sou aquilo. Cansei de pessoas que se dizem correta, não sou correta tenho defeitos, e esse é um deles. Nunca vai me faltar coragem de assumi-los.

8 Comentários

Jota disse...

Não concordo. Mentiras são mentiras e ponto final.
PS: o texto precisa de uma revisão básica, beijos!

Mirian Brandão disse...

Eu concordo com você amiga, as meias verdades dominam ninguém sabe quanto estão mentido ou falando a verdade, mas eu confio em você minha escritora favorita *-*

Daniela disse...

kkkkkkkkkkk, adorei o final: " Não quero um dia, ficar igual aos políticos do horário eleitoral."

Fato!

Mas que umas mentirinhas as vezes sao uteis, saaao! :]

bjs :*

Patrícia Azevedo disse...

já nascemos em um redemoinho de mentiras, desde pequenos somos forçados à acreditar em contos de fada e em lobo mal.. e quando crescemos somos influenciados pelas mentiras e influências da mídia..
mentir já virou costume infelizmente, e a sensação de ter sido enganado não é nada boa. prefiro ser sincera!
beijos, até o próximo post!

ah, adorei o final! kkkkk

Any disse...

Todo mundo sem exceções falam mentirinhas....basta ter senso crítico e saber se vai ou não acabar mal...
Concordo totalmente com você!
E também amei o final! :)
beijos

Ga.biih disse...

Concordo com você apesar de que mentir seja uma coisa muito ruim .Eu penso assim amiga "é melhor meu amigo saber de mim do que da boca dos outros" isso é um fato que nem todas as pessoas seguem ...
Eu amei,
gostei muito =D

Pirulita Doce disse...

Ah pode crer!! Meias vdd eu conto mt, e essa kestão da amg quando ta feia e vc diz ke ta bunita eu n faco isso! Mais tirando: eu minto de vez em kuando, otima reflexão

Infinito Particular disse...

hehehe,ninguém é perfeito, quem nunca mentiu né?!
uhauhauhauhuaha!
beijão, amo-te!Como sempre a melhor escritora!