Tarde de sexta feira. Cristina, Adelaide e Laís foram ao bar para mais uma happy hour. Conversa vai, conversa vem, perceberam que já era hora de ir para suas respectivas casas.
Pediram a conta. O garçom – que foi simpático durante toda a estadia das mulheres naquele bar – trouxe o fatídico papelzinho que descrevia com exatidão todos os gastos que elas tiveram. Valor da conta? R$ 25,00
Abriram as carteiras e surpresa! Cada uma dispunha de apenas uma nota de 10 reais. Juntaram as notas e entregaram R$30,00 para pagar. O garçom devolveu o troco em 5 notas de 1 real. Instintivamente, cada uma pegou uma das notas. Na mesa restaram duas. Ficou decidido que essas ficariam de caixinha para o garçom.
Laís, a matemática do trio, voltou para casa intrigada. Chegando ao lar, telefonou para as amigas e expôs o que a afligia:
“Meninas -disse ela – Se cada uma de nós deu 10 reais, mas cada uma de nós pegou de volta 1 real, significa que gastamos 9 reais cada uma, certo? 9 meu, nove da Cris e mais 9 da Adê, dá 27 reais. Com os 2 reais de caixinha do garçom, fica tudo em 29 reais. Mas espera aí… nós não demos 30 reais inicialmente? Onde foi parar esse 1 real fujão?
As amigas ficaram embasbacadas e intrigadas….
Agora é com você caro leitor: Onde foi parar o 1 real fujão?
A resposta você confere logo abaixo:



Agora que você desistiu e parou de pensar na solução, eu darei a resposta.
O raciocínio
Cada uma deu 10 reais, certo? Ou seja, ao todo, foram 30 reais. A conta era de 25 reais.
Tendo isso em mente, você adiciona aos 25 reais, os 2 reais da gorjeta do garçom. Agora o total é de 27 reais.
A coisa começa a fazer sentido, não?
Se cada uma deu 10 reais e teve 1 de troco, gastaram 9 reais ao todo. Pronto! Três mulheres, 9 reais cada uma: 27. Bingo!
Mas porque aquela diferença de 1 real?
O problema foi elaborado a induzir o leitor a somar 2 vezes a gorjeta do pobre garçom (cá entre nós… 2 reais de gorjeta é sacanagem, hein…). Como a soma – errada – dá 29, é muito fácil pensar que sumiu 1 real.
Quando me contaram, eu deduzi que o 1 real fujão tinha sido abduzido por extraterrestres agiotas. Mas como vocês viram, minha tese foi por água abaixo…
Será esse mais um post da série que eleva a baixo estima, entitulada “Você não sabe nada de…”?

Pois é… o bar pode ser mais instrutivo do que você imaginava….

Fonte: http://ideiafix.wordpress.com/2008/05/20/problema-de-logica-a-conta-do-bar/

8 Comentários

Patriny Marcelle disse...

já me mandaram essa história do um real pro meu e-mail, e só agora entendi,rsrsrs
bjok

ticoético disse...

é,um belo post,também já sabia da história mas fez pensar,gosto de algo que me faz pensar,enfim,bela.
abraço !

Tania Girl disse...

rsrsrss... Legal!!
Amei o novo template do seu blog, está mais bonito que o de antes!
bjocas

Daynara A. disse...

haha
Tbm já tinha lido esse probleminha.
E, sinceramente?
Nuuunca chegava na resposta. sauhsaus

Aeeee! Até que enfim soube qual é a solução! shuahsa

Vlw, vlw. 'Mui massa!

Beijos

baobah disse...

Esses problemas de lógica me deixam louca de ansiedade, nunca chego na resposta...

beijos

~*rafasonehara disse...

pensei penseiii e não soube
a resposta IUASHIUAHSIUSHA
muito legal essa historia \o/
beijooos

manú boa morte ϟ disse...

uau, adorei a historia, HUSAUHSAHU.. embolou minha cabeça ja que eu e a matematica somos melhore amigas sabe.. haha, mas muito legal :*

Babih Xavier disse...

Acredita que meu amigo jah me passou isso e só descobrí a resposta agora quando lí no seu post? kkkk tenso