Em certos momentos da nossa vida, nos deparamos com situações decisivas como bater um penalti. Bater um penalti para qualquer atacante pode ser a coisa mais facil do mundo. É só escolher o canto e chutar firme. Na nossa vida também pode ser assim, aparentemente muito facil, é só escolher um caminho e seguir em frente, sempre firme e forte, sem ter nada a perder. Porém não é assim tão fácil em nenhum dos dois casos. Para o jogador, ao se aproximar da marca do penalti, o gol fica menor, o goleiro cresce. E se o canto escolhido for o mesmo do goleiro, ele vai defender. Na vida não é diferente, quando nos deparamos com uma situação onde precisamos tomar uma decisão importante o medo de errar, o medo de não escolher o caminho certo ou até mesmo o medo de não ser bom o bastante, e isso pode ser maior que qualquer goleiro.
Continuando, tenho a convicção que penalti não é sorte nem loteria, é competência. Cobrar penalti certo é mais fácil que o goleiro defende-lo. Escolher um caminho certo é mais fácil que não ser influenciado pelo mundo. Para cobrar um penalti certo o jogador precisa de um bom preparo físico e ser confiante, mas para acertar na vida você precisa de muita personalidade e objetivos. E claro, tudo na medida certa. Confiança demais faz você chutar forte demais e a bola vai passar longe da trave. Confiança de menos faz a bola nem sair do lugar. Na vida, ainda temos que saber a diferença entre sonhos e objetivos.
Então se encararmos a vida como uma cobrança de penalti, ao caminhar com a bola na mão e se posicionar para a cobrança, um filme mentalmente se projeta, mostrando imagens importantes que com certeza irão te motivar a acertar. Então você volta três passos para pegar distancia e corre chutando firme, sem pensar no que tem pela frente porque você está no controle e você é capaz. Ah, e depois é só correr para o abraço.

6 Comentários

Vanessa disse...

Que bacana você relacionar o futebol com a vida, entendo pouquissimo sobre futebol, mas sei que é exatamente assim que acontece na vida e no campo.

Jota disse...

Mas nem sempre no final vai sair um gol. Daí é importante levantar a cabeça e se preparar para uma nova cobrança futuramente!

Nossa, filosofei kkkkk

Adorei a crônica, bem pensada. Beijos, não some!

Emi Rezende disse...

Thaíse, o que posso dizer das suas palavras então, hein?
Mais do que inteligente, motivador. Sabe, é aquele tipo de coisa que a gente quer ouvir sempre de um amigo.
Adorei a criatividade da comparação com o pênalti. *-* d+!
Beijos!
ps: e obrigada pelo comentário lindo lá! Volte sempre que quiser!

Dayane Pereira disse...

Pra mim o mais difícil é saber qual o caminho escolher, e me sentir realmente no controle. Sempre acho que a vida me toma o controle e eu só posso deixar rolar, que se acertar no gol foi coisa do acaso.. =/

ticoético disse...

Concordo contigo,assim como num pênalti,o resultado de nossa vida depende só da gente,se formos competentes o bastante pra enganarmos o goleiro ou até colocar a bola onde ele nunca vai pegar,seremos felizes,enfim,bela.

abraço !

ps:nosso mengão tá na final !

Leticía Gomes disse...

Oi thaíse! brigada pela visita no escafandro (:

eu particularmente acredito que Algo toma conta de nós e, se voce pedir acreditando, esse Algo te leva pa onde voce tem que ir. E se voce entender errado, nunca sera tarde. na verdade, serviria de experiencia.

bom, só pra marcar minha presencinha aqui, hahahha
eu gosto do seu plano de fundo. voce mesma fez o layout?

beijo