É lamentável ver notícias como as que vimos na ultima semana. E o mais impressionante é que eu ainda consigo me surpreender com isso. Me surpreendo porque acredito, ou pelo menos acreditava, que nossa sociedade estava aos poucos caminhando para o progresso. Pensava até que a mídia tinha ajudado a levar para dentro de nossas casas assuntos que não eram discutidos, mas que são essenciais para a construção do nosso caráter. Não é de hoje que assuntos com preconceito são discutidos em praças, salas de aula e em novelas. Tudo isso me levava a crer que não existia pessoas ignorantes ao ponto de serem racistas e homofóbicas.
A escravidão acabou, e isso já faz muito tempo. Mas infelizmente ainda existem pessoas que apoiam o pensamento do senhor deputado Jair Bolsonaro, que na ultima semana deu declarações racistas e homofóbicas. Eu só queria dizer ao caro senhor Bolsonaro que a questão de racismo é crime no Brasil, mas infelizmente a de homofobia ainda não, com isso a sua desculpa é repugnante. Dizer que tinha entendido a pergunta errada, e passar de racista a homofóbico é ridículo. Preconceito é um ato de ignorancia. Todos somos iguais, e não é a orientação sexual ou a cor da pele que vão nos dar o direito de discriminar ninguém. Ainda mais deputado, que a orientação sexual não depende de uma boa educação, nem mesmo que ter pais presentes, isso vai além do que o senhor pode entender. E se o senhor é contra cotistas, porque não investir em projetos que melhorem a educação brasileira, que infelizmente é uma vergonha. Mas, o que é verdadeiramente vergonhoso é o fato do senhor estar ocupando um cargo que tem capacidade de ocupar. Ser deputado não é ir para a mídia e falar um monte de besteira, é tentar fazer algo para mudar a realidade desse país.
Cada vez mais descubro que em nosso país o preconceito existe, mesmo com toda a conversinha de pluralidade cultural, existe o pior tipo de preconceito: o camuflado. Espero que as pessoas consigam entender o que esse deputado fez, ele deu um declaração racista, e tentou se sair com uma declaração homofóbica, como se fosse fazer muita diferença. Me pergunto: ter aversão a negros é feio, mas ter aversão a homossexuais é normal? Sinceramente não consigo entender isso. Eu só espero que esse deputado não seja o reflexo dos seus eleitores. Nem mesmo que a pequena parte da torcida do cruzeiro de volei, que demonstrou uma atitude preconceituosa com um dos jogadores do volei futuro, votem no deputado, porque homofóbicos eles são.
Quero deixar claro que eu sou contra a qualquer tipo de preconceito, seja ele racial, sexual ou o que for. Isso é coisa de gente sem cerébro, que acham que pode agredir as pessoas. Mas queria acreditar que um dia possamos mudar as cabeças dessas pessoas. Pois eleger um deputado polêmico para causar na camâra, vai fazer com que episódios como esse se repitam. E não é porque você está em um estadio esportivo, que você pode xingar em quiser, seja a mãe do juíz ou o jogador do time adversário, pois isso pode revelar bem mais do que deveria do seu caratér. Xingar uma pessoa de bicha, não é brincadeira, nem tão pouco provocação. É uma atitude preconceituosa!
A liberdade de expressão deve existir sim. Pois se não existisse, o deputado não poderia ter dito o que queria, nem os jogos esportivos teriam a mesma graça com uma plateia muda e nem eu estaria aqui escrevendo o que eu bem entendesse sobre esse ou outros assuntos. Mas liberdade de expressão não pode ser desculpa de ignorantes que não sabem o que diz. Além de que tudo tem limites, e cabe a sociedade e as leis imporem esse limite a todos. Pois a sua liberdade acaba quando chega a do outro.

Acho que todos sabem do que estou falando. Falo dos episódios da entrevista do Jair Bolsonaro ao CQC, e de uma parte da torcida do cruzeiro xingando o Michael do volei futuro. Preconceito me deixa revoltada. E peço até desculpas se as vezes me empolguei de mais. E sinto que perdi um pouco o raciocínio. Mas enfim, quero agradecer a todos que ainda leem meu blog, sei que tenho deixado ele meio de lado, e que o carinho que vocês me dão nem sempre é reciproco, mas eu tento viu? Isso está ficando grande demais. Beijos e até mais! Ah, não deixem de comentar, quero saber a opinião de vocês sobre esse assunto, concordem, discordem, critiquem, solte suas palavras!

5 Comentários

Dayane Pereira disse...

OLha, tomei conhecimento do fato bem depois, pois não assisto TV.
Mas não me surpreendi mesmo vindo de uma pessoa que além de político, é alguém supostamente esclarecido.
E isso é só uma parcela de todo o preconceito camuflado, como vc disse.
Lamentável.

Vanessa disse...

Eu também fico revoltada de saber que em pleno século XI existem pessoas que tem preconceito. Isso já era para ter acabado a muito tempo...

Patriny Marcelle disse...

Oie, fiquei sete meses longe do blog (I Simply) mas agora estou de volta. Dá uma passadinha lá.
Beijoks

Gêsa disse...

Vi essa reportagem e fiquei chateada, a verdade é que mesmo esse sendo um país tão tachado de aberto e liberal a maioria dos brasileiros ainda são presos a essa noção antiga de que tudo ou é preto ou branco.

Rê Freitas disse...

Oie tudo bem?
Nossa adoro seus postes, e esse último ficou muito legal :D
Continue assim que o seu blog vai fazer mais sucesso ainda!
Se você poder depois passar no meu blog e ver o post que fiz sobre cabelos, sei que você vai gostar muito, afinal quem não gosta de manter os cabelos sempre lindos né!
Beijinhos
http://theladiesfreitas.blogspot.com/