Na semana que passou, tive a oportunidade de perceber o quanto sou privilegiada. Eu tenho muita sorte de ter uma família, de ter uma casa, e de ter as oportunidades para poder fazer aquilo que desejo. Pois, não é todo mundo que também pode fazer isso. Eu tive essa certeza, quando vi no tele-jornal do meu estado, um menino de   12 anos que foi preso, junto com outros maiores de idade, pois estavam cometendo assaltos na região. Mas o que me chamou mais atenção foi que, o menor estava armado. E quando foi entrevistado, depois de quase ser linchado pela população que ajudou a polícia a prende-los, demonstrou nas suas palavras a vontade de "meter bala em toda população"
Esse tele-jornal, é dos tipos carniceiros, que adoram correr atrás das desgraças de Alagoas, eu não costumo assistir, mas quando estava procurando o que assistir na TV, não pude deixar de ouvir a frase dita por ele. Fiquei pensando naquelas palavras por um tempão, e me pergunto de quem é a culpa, por todo o ódio daquele menino, e por ele não ter as oportunidades que eu e você tem. Aquele menino tem direito a escola, tem direito a ter uma família, mas ele não tem. De quem é a culpa? É da sociedade? E qual seria o papel da sociedade em relação a isso? Outra coisa que eu gostaria de destacar é que como esse programa não tem muito prestígio na TV, mostraram o caso, fazendo muita gente achar graça de tudo aquilo. Mas isso não é piada, é coisa séria. E nos faz pensar em outros assuntos sérios que são relacionado a isso. 
Pelo o que eu vi da reportagem, os assaltantes tinham humilhado muita gente, durante os assaltos, então quando foram presos, foram hostilizados, por quem estava próximo e muitos queriam fazer justiça com as próprias mão. Fiquei pensando, se esse menino não faria o que fez, se no Brasil fosse permitido menores de idade serem julgados de acordo com seus atos, e não com a sua idade. E ainda, se a pena de morte evitaria que cada vez mais meninos entrassem no mundo do crime. Era a pena de morte, que a população queria dar a ele, pois muitos não aceitavam o fato do menino ser tão novo e já ser capaz de cometer barbaridades.
Concluo, que pena de morte, nem a maioridade penal, não seria a solução. Pois ninguém tem o poder de tirar a vida de ninguém, e se fosse para a cadeia de "adultos", tenho certeza que ele sairia pior do que tinha entrado. Vejo que devemos ajudar os que não tem a mesma sorte que nós, mas proporcionar uma vida digna para os desfavorecidos, não é obrigação da sociedade e sim do governo. Se não houvesse tanta corrupção, e se os governantes do meu estado não tivessem mais preocupados em encher os bolsos de dinheiro e investissem um pouco em educação e segurança, não existiria meninos como aquele que eu vi na televisão. E meu jovem, se você pudesse ler minhas palavras, queria que soubesse que não é sensato se revoltar contra a sociedade, quando o governo do nosso estado, não mexe um pauzinho se não for do interesse dele. A culpa pode até ser da sociedade, mas apenas porque não sabem escolher políticos sérios. É isso que eu acho.

12 Comentários

Gêsa disse...

Eu não sei se eu sou contra ou a favor da maior idade penal, acho que existem casos e casos. E que quem nunca foi vítima pensa de um jeito diferente.
Sei lá, se uma cara como esses faz algo com alguém que eu amo eu com toda certeza ia querer vê-lo morto ou na cadeia. Eu sei que é egoísta, mas cada um sabe da sua dor.
Também acho que a culpa é da sociedade de forma geral, culpa do modo de trabalho no qual vivemos, culpa das desigualdades sociais causadas por esse sistema.
E mesmo sendo contra, às vezes eu fico pensando, será que pena de morte não agiria como um efeito placebo?

Muito legal da sua parte levantar esse tema.

Gêsa disse...

Ah, quase esqueci, Off the Map ainda não passa no Brasil, acho que só no fim do ano. Mas, você pode baixar ou ver online se quiser.

Beijo, (:

Gabi Rodrigues disse...

Sábias palavras, concordo em tudo com vc, está ficando cada vez mais difícil conviver na sociedade =/

Bjos na buchecha;**

Dayane Pereira disse...

A culpa não é mesmo da sociedade, é da política, pois só ela pode permitir que todo cidadão viva dignamente, que não precise roubar parea sobreviver, que tenha acesso à educação, que tenha oportunidades. Pelo o que eu vejo da sociedade, ela faz sua parte, toca o país pra frente, cada um trabalha e ganha a vida do jeito que pode, e ainda ajuda os mais necessitados. Mas a gente não pode fazer tudo por todos, é dever dos políticos, mas a gente não tem culpa se sempre elegemos mal, pois não há como adivinhar quem é honesto ou nao.

ticoético disse...

Acho que devíamos deixar de demagogia para poder evoluir,a culpa é sim da "sociedade" e também é das "autoridades",mas não podemos esquecer que,políticos são de carne e osso e a nossa gente também é corrupta,resumindo,o problema é do Brasil em geral,nossa cultura de "empurrar com a barriga",nossa mania de esquecer e nosso jeito de viver.Nós criamos o menino "pivete" que nos assombra a cada sinal,porque nós somos em filosofia,o menino pivete,eu sou completamente a favor da pena de morte e da redução da maioridade penal,é um mau necessário.
abraço !

ps:um ótimo texto sobre um assunto recorrente,me deu até uma idéia sobre. (:

Kaline disse...

Vcocê como sempre com toda a razão. Isso nos eva mesmo a pensar. E a pensar também que existem outros casos mais sérios do que esses aí! Por que esse menino precisa passar por isso?! é um lamento ter em nosso país um caso assim...

mais olha... seu blog é lindo e suas palavras também. Te indiquei a um selinho lá no blog!

Beijos, Thaíse!

Lohane disse...

Oi, eu amo o seu blog! Tem um selinho pra você lá no meu: http://dropdeamor.blogspot.com/2011/02/selinho.html

Só seguir as regrinhas básicas:
1º Indicar a 10 blogs que você gosta.
2º Dizer 4 (maneiras) atos de amor que são importantes para você.

Beijos! :*

Lucy Rodrigues disse...

Eu sou contra a reducao da maior idade penal pq eu axo assim, se for pra diminuir entao que diminua a maior idade civil tbm pois beber licitamente e dirigir um carro n é comparado a viver todos os dias com estupradores e assassinos e outra o brasil n tem infra-estrutura pra isso, vc chega la ladrão de galinha, sai ladão de banco. entao o que eu acho q devem fazer é naum diminuir nem um dois dois ou apenas supervisualizar essa hst melhor... enfim com certeza a culpa é desses governantes cara de pau que temos! Otimo texto

Ps: depois passe la no meu blog http://sentimentosutil.blogspot.com

Monique Premazzi disse...

Eu discordo. Não acho que seja culpa dos governantes e de ninguém. Acho que cada um tem a sua cabeça e se escolheu fazer besteira é porque já nasceu com esse propósito.
O mundo é uma droga, eu sei. Mas se fosse para entrar no mundo do crime só porque o Brasil é uma merda, todos nós seriamos assaltantes e viveriamos por sangue, porque isso é o que importa.
Não. É bem longe disso. Cada um sabe o que faz, pois como você mesmo disse, temos direitos de muitas coisas e só não aproveita quem não quer. Pelo menos é assim que eu penso sobre essas questões. Não sinto a menor pena e por mim poderia morrer SIM, mesmo que eu não tenha o direito de tirar a vida de ninguém. Só que certas coisas, revolta e não da pra colocar culpa em terceiros a não ser em quem comete o erro.

Adorei o post *-*
Beijinhos :*

Vanessa disse...

Não sei de quem é a culpa. Mas sei que tanto a sociedade quanto o governo poderiam se mexer para tentar resolver a situação dessa juventude marginalizada e violenta que se espalha pelo país. Há muito descaso, muito abandono, muito empurra-empurra de responsabilidades.
Ah, eu já li Razão e Sensibilidade! Também é um excelente livro!

Thaís disse...

Meninos como esse que você viu na TV tem em todos os lugares, infelizmente. Aqui na minha cidade é cheio de menores cometendo crimes. Eu acho que a culpa seja da sociedade sim, pois sempre reclamamos mas nunca fazemos nada para mudar isso. Até na hora de eleger nossos representantes políticos, não levamos a coisa a sério. "O meio corrompe o indivíduo". Esses meninos não nasceram criminosos, mas se tornaram um por causa do meio onde vivem. A culpa, indiretamente, é de todos. :T

Mara Souza disse...

Acho que a sociedade e o Estado têm que oferecer condições básicas de educação e saúde, e que com isso a criminalidade diminuiria muito. Enquanto isso, acho que o cumprimento das leis já existentes também ajudariam a diminuir os casos de violência em nosso país.

Beijos,
Mara
http://verypinksmile.blogspot.com